Blog: Negócios

O que vender pela internet? Conheça 10 produtos de sucesso!
e-max.it, posizionamento sui motori

O e-commerce é uma atividade que cresce em ritmo acelerado no Brasil o que atrai muitos empreendedores que desejam ter seu próprio negócio na internet.

De 2017 para 2018 houve um crescimento de 12% do faturamento total do e-commerce no Brasil, segundo a edição 39 do relatório Webshoppers, produzido pela Ebit/Nielsen.

o que vender pela internet conheça 10 produtos de sucesso img ebit nielsen 1

Uma das grandes dúvidas das pessoas que desejam vender pela internet é decidir quais tipos de produtos valem mais a pena.

Será que é mais vantajoso investir em produtos de uma área com a qual você ama e se identifica ou naquelas que geram mais faturamento e pedidos no Brasil?

Ou ainda ter um e-commerce apenas com produtos fabricados por você mesmo ou pegar produtos de um fornecedor para vender?

Além disso você pode atuar com loja virtual, nos marketplaces, com dropshipping ou ainda vender direto nas redes sociais.

O ideal é que você se questione sobre esses pontos e crie um bom plano de negócios antes de começar a investir.

As 10 categorias de produtos mais populares do e-commerce brasileiro

Apesar de existirem pessoas vendendo toda sorte de produtos pela internet, existem 10 categorias de produtos que são líderes no Brasil.

Segundo o Webshoppers 39, essas 10 categorias juntas somam 86% do número total de pedidos e 85,1% do faturamento total do e-commerce brasileiro!

Vamos conhecer agora cada uma das 10 categorias mais populares do comércio eletrônico no Brasil.

o que vender pela internet conheça 10 produtos de sucesso img ebit nielsen 2

10- Alimentos e bebidas

Em 2018, a área de alimentos e bebidas foi responsável por 4,5% do número total de pedidos e 2,2% do faturamento do comércio eletrônico no Brasil.

Esse mercado apresenta grande potencial, visto que lá fora já é muito comum que lojas virtuais, marketplaces e supermercados vendam alimentos pela internet.

Boa parte dos e-commerces voltados para a área de alimentos e bebidas atendem uma única cidade ou região por causa dos valores logísticos e características dos alimentos.

Existem, até mesmo, restaurantes que vendem comida preparada na hora através de lojas virtuais, o que abre a oportunidade da criação de assinaturas mensais ou anuais para quem não prepara a própria comida.

9- Livros, assinaturas e apostilas

Apesar de não estar entre as 10 primeiras categorias no quesito faturamento, a área de Livros, Assinaturas e Apostilas representa 7,5% do número total de pedidos do e-commerce brasileiro e por isso não pode ser deixada de lado.

Apesar do meio digital estar cada vez mais inserido em nossas vidas, os livros físicos ainda são a fonte mais utilizada para leitura, além de serem usados também como decoração.

Já o mercado de assinaturas e apostilas vem crescendo no Brasil graças a empresas como Hotmart e Udemy, plataformas que permitem a venda dos chamados infoprodutos.

No Brasil, muitas livrarias e editoras de livros encolheram nos últimos anos porque não previram a globalização e expansão digital do mercado de livros no Brasil.

Por isso é muito importante ter uma boa estratégia de marketing digital para ter resultados nesse segmento.

8- Esporte e Lazer

A área de esporte e lazer é responsável por 6,4% do número total de pedidos e 3,6% do faturamento total das atividades de e-commerce no Brasil.

Graças ao acesso à informação e conscientização, as pessoas têm buscado cada vez mais praticar exercícios físicos, se alimentarem de forma saudável e cuidarem da saúde de um modo geral.

Isso abre espaço para um mercado promissor que são os e-commerces de artigos esportivos e lazer.

Apesar de sermos o país do futebol, um e-commerce de artigos esportivos não precisa focar apenas nesse tipo de produto, como por exemplo as lojas virtuais que trabalham com artigos para academia.

Para se sair bem nesse mercado o marketing de influência pode ajudar muito. Contar com influenciadores que estejam em boa forma, sejam carismáticos e possuam uma boa base de seguidores ajudará sua loja virtual.

7- Eletrônicos

O e-commerce de eletrônicos possui 3,6% do total de números de pedidos e 9,5% do faturamento total do e-commerce brasileiro.

Abrangendo produtos como televisores, videogames e aparelhos de áudio, a área de eletrônicos é ótima opção para atuar.

Uma das peculiaridades desse mercado é a grande expectativa em relação ao lançamento de novos produtos e o aumento significativo das vendas durante eventos esportivos.

Para e-commerces de eletrônicos duas coisas são importantes: garantir bons preços e transmitir segurança em sua loja virtual para o cliente.

6- Informática

O ramo da informática foi responsável por 5,2% do total de pedidos e 9,6% do faturamento total do comércio eletrônico no país.

A grande vantagem de atuar nesse mercado é que a chamada geração Z, que hoje estão na infância e pré-adolescência nasceram conectados a um computador.

Isso significa que essa geração não viverá sem seus computadores, laptops e conexões com a internet.

Uma boa estratégia para se sair bem nesse mercado, é a criação de conteúdo voltado para o público como tutoriais, avaliação de produtos e testes de desempenho, além claro de garantir bons preços.

5- Moda e Acessórios

O mercado de Moda e Acessórios já chegou a ser o primeiro colocado em número de pedidos no e-commerce brasileiro, porém foi superado em 2018, sendo responsável por 13,6% dos pedidos e 5,6% do faturamento total.

Apesar do termo “moda e acessórios” remeter a um público mais feminino, homens também estão inseridos nesse mercado e existem diversos nichos como “moda geek”, “moda fitness” e “moda evangélica”.

Além de ser forte no Brasil, o mercado de moda e acessórios é o mais requisitado por estrangeiros que compram em lojas virtuais brasileiras representando 35% do total das compras!

Para que uma loja virtual de moda e acessórios dê certo, a experiência de usuário da loja virtual tem que ser perfeita, com muitas fotos detalhadas e bem produzidas, visto que seu cliente não conseguirá provar o produto antes de comprar.

4- Casa e Decoração

Responsável por 11,1% do total de pedidos e 10% do faturamento total do e-commerce brasileiro, o ramo de casa e decoração também é uma ótima opção para dedicar sua loja virtual.

Muitas pessoas gostam de investir em artigos para casa e decoração para tornar os ambientes mais bonitos ou para que tenham sua personalidade, tornando-os assim mais aconchegantes.

Esse mercado abrange desde quadros e esculturas de luxo, até os action figures e posters geek, bastante populares entre os mais jovens.

Nesse ramo é muito importante que sua loja virtual tenha a identidade visual e linguagem adequada para sua público-alvo.

Além disso, atuar em redes sociais com foco no compartilhamento de imagens como Instagram e Pinterest podem ajudar bastante.

3- Perfumaria, Cosméticos e Saúde

O ramo de perfumaria, cosméticos e saúde é o grande campeão quando o assunto é número de pedidos representando 16,4% do mercado nacional e 6,4% do faturamento total.

Essa área foi a que mais cresceu em números de pedidos entre 2017 e 2018, com crescimento médio de 4%.

O público principal do mercado de perfumaria, cosméticos e saúde são do sexo feminino, porém você não precisa trabalhar somente com esse público.

O marketing de influência tende a funcionar muito bem para lojas virtuais desse mercado e é muito importante oferecer boa experiência do usuário no site, visto que ele não tem como provar o produto antes de comprar.

2- Telefonia e Celulares

O mercado de telefonia e celulares compõe 7,1% do total de pedidos e 18,2% do faturamento total, ou seja, praticamente 1/5 de todos os ganhos do e-commerce brasileiro.

Com o crescimento do uso de smartphones, a tendência é que esse mercado só aumente. No Brasil pelo menos 70% da população já possui um smartphone.

Além dos smartphones existem outros gadgets que estão ficando cada vez mais populares como os relógios inteligentes, chamados de smartwatches.

Nesse mercado ganha quem oferece os melhores preços e condições de compra. Como os produtos dessa categoria são caros, os clientes pesquisam bastante antes de comprar.

1- Eletrodomésticos

No geral, os eletrodomésticos são os produtos mais bem-sucedidos no e-commerce brasileiro, representando 10,6% do número total de pedidos e 19,6% do faturamento total por aqui.

Como os eletrodomésticos são hoje indispensáveis para que tenhamos o mínimo de conforto, esse é um bom setor para se investir.

Com o fenômeno da internet das coisas, a tendência é que os eletrodomésticos mais modernos sejam, cada vez mais integrados aos computadores e smartphones.

Assim como no ramo de telefone e celulares, o preço é um fator muito importante para quem busca comprar eletrodomésticos pela internet.

Como alguns eletrodomésticos são grandes e pesados, os custos logísticos podem não compensar para clientes que estejam longe de você.

Por isso tenha uma estratégia de marketing que leve isso em conta e tome cuidado ao ofertar frete grátis para produtos com alto custo logístico.

Conclusão

As 10 categorias listadas aqui são as que obtiveram melhores resultados no ano de 2018, mas lembre-se que a economia é algo dinâmico e que muda de forma constante.

Por isso, caso você deseje trabalhar com alguma categoria que não esteja aqui, observe se ela tem crescido e quem são grandes players.

Abaixo você confere nossa postagem como infográfico.

o que vender pela internet conheça 10 produtos de sucesso infografico

Gostou desse conteúdo? Ajude-nos compartilhando!


Posts Relacionados:


VR SYS Agência Digital - Todos Direitos Reservados © - 2019